E-mail Marketing: Como Não Ser um Chato!

Hoje vamos trazer uma dica muito importante sobre marketing digital: NÃO SEJA UM CHATO! Isso vale principalmente para o e-mail marketing com seus leads capturados. Vamos falar rapidamente sobre como hoje o e-mail marketing, uma grande ferramenta de relacionamento, se tornou na verdade algo que afasta o lead da conversão.

Isso acontece por alguns motivos simples, mas o principal deles é que a grande maioria das pessoas que entram no marketing digital se tornam apenas copiadores. Isso mesmo que você leu, copiadores. Na cara dura mesmo. E isso acaba com qualquer expectativa de venda que esse copiador venha a ter.

Recebo centenas de e-mails todos os dias. Você provavelmente também recebe. A maioria dos que recebo são de oportunidades que me inscrevo, para que assim eu possa aperfeiçoar minhas técnicas de copywriting com e-mails automáticos que convertem. Mas aí percebo que quase não há o que aprender com os brasileiros nesse quesito.

Muito do que aprendo vem de gente de fora, que está realmente se reinventando sempre. Por algum motivo, todo mundo resolveu copiar o modelo “Fórmula de Lançamento” para seus negócios e simplesmente sentaram em alguma cadeira de balanço na esperança de que um dia seu produto comece a vender.

Veja diversos e-mails idênticos. O que muda é o link. Onde está a criatividade?

Para se dar bem em e-mail marketing: Seja sincero 

Veja bem, é simples. Ao baixar sua isca digital, tenha certeza que seu prospecto está baixando outros conteúdos de potenciais concorrentes também. Imagina a cara do lead ao receber dois e-mails idênticos em sua caixa de mensagem, de duas empresas diferentes?

“Balela! Furada!” – é o que vão dizer.

Já passou por isso? Então está na hora de trabalhar de verdade. Não existe segredo, apenas trabalho duro e inteligente. Faça uma copy autêntica, divertida e com muito storytelling. Seja original! E não há nada mais original que ser você mesmo!

Tenha os conceitos bem enraizados na hora de escrever. Dessa forma, tudo vai soar natural e a estrutura do e-mail vai surgir como num passe de mágica. Evite seguir a risca técnicas como “Jornada do Herói”, “Carta do Presidente” e etc. São modelos que funcionam, mas são apenas a base de um bom copywriter.

Busque buscar informações sobre textos que funcionam. Leia livros sobre o assunto, como “O Copy Criativo” do Roberto barreto.

Se você acredita que não possui essas habilidades, contrate alguém. Vale a pena investir em um bom conteúdo para seus e-mail marketing e se destacar da multidão que só copia. O problema dos empreendedores digitais no Brasil está em querer o caminho rápido, o caminho mais fácil, o atalho.

Sinto dizer que isso não existe. Sua “máquina automática de vendas” não vai funcionar se você não for ao menos um pouquinho autêntico. Esforce-se em trazer algo realmente novo para quem lê e não esqueça o principal objetivo de enviar um e-mail: comunicar.

Por incrível que pareça, muitos estão simplesmente deixando isso de lado, forçando vendas ou conteúdos desinteressantes goela abaixo. O máximo que conseguem são o meu prazeroso “Unsubscribe” de suas listas de e-mail.

 

Posts relacionados

Posts Relacionados

Deixe um comentario

Você deve estar logado para postar um comentário.