Facebook Ads ou Google Adwords? Por onde começar?

Depende. Cada um possui suas características específicas, que devem estar alinhadas com a sua estratégia de publicidade na internet. Ao decidir anunciar na internet, seja por Adwords ou qualquer outra plataforma de anúncios, você antes precisa cuidar de algumas coisa básicas.

Primeiro o SEO

Dentro de uma estratégia de SEM (Search Engine Marketing) você precisa entender que possui duas fontes de tráfego: o orgânico e o pago. Já falamos disso em outro post. As estratégias que norteiam o tráfego orgânico é chamado de SEO e a parte paga de Links Patrocinados, tráfego pago, ads e etc.

Pense comigo. Antes de começar a gastar dinheiro para trazer tráfego, não seria legal trazer tráfego SEM gastar dinheiro?

Eu tenho certeza que sua respostas é SIM. Por isso, antes de começar a pensar em anunciar, eu recomendo que arrume a casa e prepare para as visitas. Ou seja, invista tempo e esforço no SEO. Não vai ser uma tarefa fácil e um plano de SEO bem executado pode levar de 6 meses a 1 ano.

Somente depois disso é que eu começaria a investir no adwords ou no Facebook Ads. Para o Facebook Ads, ainda depende, mas para o Google Adwords, com certeza. Por que?

Google Adwords

É a plataforma de anúncios do Google. É daí que vem 96% dos mais de 50 milhões de dólares que o Google fatura por dia. Eu considero o Adwords ideal para quem já possui um negócio um pouco mais estabilizado e conhece muito bem a solução que possui ao mercado.

Para anunciar no Google, você o faz comprando palavras-chave. Uma palavra-chave é um termo de pesquisa que o usuário utiliza para procurar o que deseja. Por exemplo, quem nunca digitou “pizzaria em Curitiba” (se você mora em Curitiba). “Pizzaria em Curitiba” é uma palavra-chave.

Se você possui uma pizzaria e quer que as pessoas que procurem “pizzaria em Curitiba” encontrem o seu estabelecimento, você pode comprar essa palavra-chave. Significa que só você vai poder aparecer? Não dessa vez amigo. O Adwords funciona por leilão e de certa forma, quem paga mais aparece mais.

Na verdade, é um pouco mais complexo que isso. Mas vamos deixar para outro post.

Facebook Ads

O Facebook também tem sua própria plataforma de anúncios. Mas ela é diferente do Google. Como o Facebook é uma rede social e não um buscador como o Google, a forma de anunciar no Facebook é através de anúncios interativos. Nesse caso, você não “compra” a palavra-chave, e sim paga diretamente pelo volume de pessoas interessadas na categoria de solução que você deseja anunciar.

Se você tem uma pizzaria em Curitiba, não vai comprar a palavra-chave “pizzaria em Curitiba” e sim vai anunciar para pessoas que gostam de pizza e que moram em Curitiba.

A diferença é que o anúncio aparece de forma espontânea para o usuário, e não através da pesquisa ativa dele. Cabe a você fazer seu anúncio aparecer no momento mais conveniente possível. Por exemplo, não adianta muito anunciar pela manhã se sua pizzaria não está aberta.

O Facebook Ads também acaba se tornando mais barato e mais simples de se anunciar. O que é ideal para empreendedores de novos negócios digitais ou que estão começando a anunciar.

Resumindo, o Facebook Ads é uma das melhores opções para começar a anunciar na internet e criar uma voz de marca. Já o Google Adwords é mais indicado para soluções que possuem grandes volumes de pesquisa, como advogados, lojas e cursos. Obviamente, não se limita a isso. Mas essa é minha recomendação básica para quem deseja começar a anunciar na internet.

Além disso, possuímos diversas outras formas de anunciar na internet, como Outbrain, Bing e tantos outros. De toda forma, essas são as plataformas principais e mais procuradas hoje em dia.

Posts relacionados

Related Posts